Blog
Dicas para não se tornar escravo de seu restaurante

Dicas para não se tornar escravo de seu restaurante

Muitos donos de restaurantes sentem-se escravos do negócio, dedicando muito tempo para fazê-lo funcionar. Veja como fugir desta situação.

Muitos sonham em abrir o próprio negócio. Não ter patrão, ganhar mais dinheiro, desenvolver suas próprias ideias e ser bem participativo nos rumos da empresa são grandes atrativos. Alguns visionários tendem para o ramo alimentício, que está sempre em alta. Não importa onde quer que você vá, vai ter sempre alguém querendo comer, não é?

Uma alternativa que a princípio parece de realização de um sonho. Aquela correria, todo o esforço para levantar a grana, pesquisa daqui, compara preços dali e pronto! Restaurante montado e funcionando! E agora?

Acontece que muitos proprietários de restaurantes sentem-se escravos do negócio, dedicando uma enorme quantidade de tempo para fazê-lo funcionar. Correr atrás de fornecedores, cuidar das contas, gerenciar o salão, a cozinha, fiscalizar funcionários, manutenção dos equipamentos... Cansou só de pensar? Imagina isso todo dia.

É claro que cada ocupação tem seus prós e contras, mas quando estamos trabalhando desejamos desfrutar as coisas boas da vida não é mesmo? Principalmente quando é um negócio próprio, pensamos na flexibilidade de horários, em uma folga para curtir a família, quem sabe viajar, enfim, queremos realizar pequenos e grandes sonhos!

Quando não colhemos os louros ficamos um pouco desapontados, o que é algo bem injusto, afinal, quem tanto trabalha merece sua recompensa! A seguir veja algumas dicas que podem ajudar a quem está um pouco sufocado com o seu restaurante e quem sabe conseguir aliviar um pouco essa pressão:

Planejamento

Planejar é sempre a alma do seu negócio. Tanto para que renda mais, otimizar gastos, mas também para economizar tempo. Afinal, uma gestão bem feita, atos bem planejados, podem aliviar o sufoco em diversos momentos.

Organize-se

Muitos empreendedores seguem uma rotina exaustiva e estressante, que é agravada pela falta de organização. Pare, pense, respire. Compre uma agenda, faça anotações e defina prioridades. Com certeza não devemos deixar para amanhã o que poderíamos fazer hoje, mas também não precisamos carregar o mundo inteiro nas costas todos os dias!

Seja um líder, não apenas chefe

Todos sabem o quanto ralou e suou para montar seu negócio. Mas depois de tudo pronto, seja diferenciado. Não seja o estereotipado boss, mas sim um líder, converse, ouça seus funcionários, se importe com todos, seja simpático, pregue a igualdade e vista semprea camisa, seja um exemplo!

Valorize seus funcionários

Muitos funcionários sentem-se desmotivados, mude isso! Cultive um ambiente bom de trabalho, promova interações entre os colaboradores (por exemplo uma vez a cada dois meses fazer um churrasco de integração). Capacitar os funcionários, dar-lhes boas condições de trabalho e benefícios aumenta a confiança deles para com você.

Esteja atento aos detalhes operacionais

Às vezes a falta de tempo e o sufoco se dão devido a detalhes como um equipamento de baixa qualidade, um layout inadequado, etc, podem tomar um tempo precioso, além de causarem problemas que podem gerar custos. Ficar atento a parte operacional é algo importante e que com certeza vai evitar dores de cabeça.

Considere utilizar tecnologia

Softwares de controle, apps interligando dispositivos estão cada vez mais acessíveis. Imagine, o responsável pelo estoque sinalizar que falta algum ingrediente, ou até mesmo com um investimento a mais os pedidos serem feitos por tablets (que não são necessariamente caros)! Assim o controle de pedidos ou a despesa com materiais não ficaria muito mais fácil de gerenciar? Pois é, a tecnologia pode ajudar a diminuir o tempo gasto pelo empreendedor no restaurante, deixando-o assim livre para outras atividades.

Essas foram algumas dicas para o empreendedor livrar-se um pouco das amarras do restaurante. Tente colocar ao menos algumas em prática e relaxe um pouco! Que tal?