Blog
Dicas para a construção da cozinha do seu restaurante

Dicas para a construção da cozinha do seu restaurante

Trazemos para vocês algumas dicas para construir uma cozinha comercial do zero para seu restaurante

O ramo alimentício é repleto de demanda, afinal, todos nós precisamos comer. Logo, as oportunidades desse setor são promissoras. Mas às vezes bate uma dúvida, o que colocar em uma cozinha comercial? Como dar um start? Trouxemos para vocês algumas dicas para construir uma cozinha comercial do zero para seu restaurante:

É necessário planejar cuidadosamente e fazer um bom plano de negócios

Para começar, deve-se listar que tipos de alimentos serão servidos e como serão armazenados e preparados. Sem isso fica difícil dizer quais os equipamentos, layout e espaços necessários. Considerar a possível expansão do estabelecimento pode ser de grande valia, pois ajudará a evitar gastos com obras, expansão e reformas no futuro e também facilitará esclarecer quais equipamentos serão necessários, caso haja mudanças.

Depois lista-se os equipamentos necessários para a sua cozinha comercial. Seguem alguns exemplos:

  • Fogão industrial;
  • Forno(s) de micro-ondas;
  • Balança;
  • Espremedores industriais de frutas;
  • Cubas de aço inox;
  • Liquidificadores industriais;
  • Processadores de alimentos;
  • Panelas;
  • Talheres;
  • Panos de prato;
  • Penduradores;
  • Copos;
  • Prateleiras;
  • Balcões;
  • Frigideira(s) elétrica(s);
  • Sistemas de exaustão (modelos das coifas) e de ar condicionado;
  • Refrigeradores e freezers industriais;
  • Estufas;
  • Uniformes;
  • Purificadores de água;
  • Chapas a gás;
  • Boilers, etc.

Agora é preciso escolher o local a ser construído ou adaptado. Essa parte é importante, pois o espaço deve ser aproveitado da melhor maneira possível. Otimizar o ambiente pode ser bastante útil, porque de repente algum equipamento bacana e necessário pode ser inserido lá.

Alguns tipos de equipamentos podem ser encontrados na horizontal ou na vertical (por exemplo, freezers), o que torna o poder de escolha ainda maior. Ainda neste quesito, deve-se observar as medidas do local, quantidade de janelas (luz e exaustão), analisar materiais dos portais, pisos e verificar o que deve ser alterado. Também devem ser adicionados e adaptados os pontos de energia (tomadas de diferentes tipos) e preferencialmente procurar a planta do local para observar as passagens das tubulações. Procurar a ajuda de um profissional qualificado pode ser de grande valia, visto que ele tem experiência. Quem sabe ainda assim pode-se reduzir os custos.

Traçar o número e perfil dos competidores é algo que pode ser muito útil, pois dá uma ideia do que deverá ser enfrentado. Assim pode-se ter uma noção do diferencial necessário para atrair mais clientes.

É importante também considerar o treinamento dos funcionários, em relação a diversos aspectos, mas principalmente comportamentais e sobre a higiene e segurança no trabalho. Quando os profissionais se sentem valorizados, tendem a trabalhar mais felizes, e rendem mais, o que vai refletir na satisfação do cliente. O empreendedor deve estar atento à ergonomia do espaço de trabalho, trabalhar bem e da forma certa é algo bem relevante.

Outro aspecto importante é a regularização das atividades da sua cozinha. Isso varia de estado para estado e alguns municípios podem ser mais restritivos, mas é bom sempre estar alerta e um passo à frente, procure saber da legislação de saúde, meio ambiente, taxa dos bombeiros etc. Assim evitará cobranças desnecessárias e quem sabe despesas com multas.

Para finalizar, temos duas dicas: sustentabilidade e acessibilidade. Cuidar dos resíduos, instalar equipamentos que economizem luz e água etc, ou seja, sustentabilidade em geral é muito bem vista e é um diferencial hoje em dia. Fazer acessos e cuidar das instalações do empreendimento para que deficientes tenham menores dificuldade também. Demonstra cuidado por parte do empreendedor.

E você tem algum projeto para seu negócio? Entre em contato conosco.